segunda-feira, 27 de junho de 2011

fastidioso o tempo dos anos
que sozinho percorri
evitando desenganos

amores em minha vida
com o medo removi
não tenho mais guarida

meu coração é chumbo
um peso maior do mundo

Um comentário:

Júlio Machado disse...

GRÃO DE SAL

Minha sensibilidade
É tão sensível
Que me impede de chorar.
Há lágrimas em demasia
Dentro de mim;
Dentro do meu pensar.
Sou tênue, no entanto,
Guardo toda dor do mundo.
Essa estagnação fenomenal
De líquidos salgados, um dia,
Irá explodir,
Então, irei me diluir
Num mar.

Abraços!