domingo, 26 de junho de 2011


Saudade

saudade é cinza que se esvai
no início é cinza escuro
pesa e dói
besteira fixar essa cor. esvai
solta ao vento ...



Um comentário:

Júlio Machado disse...

Saudades.
Tantas coisas nos dão saudades.
Sentimos saudades até do que não vivemos e do que não nos lembramos...
É por isso que quem escreve sempre tem algumas palavras textuais, reservadas , para a saudade
Abraços poéticos!